Eu, eu mesmo e o eu lírico - Apon na arte da vida

Bom estar com você aqui no APON NA ARTE DA VIDA!



Leitura sorteada - Nossos vídeos

Postagem em destaque

Deixa vir

Deixa vir o sonho guardado, o realizar aguardado,, o sorriso esquecido, o amor almejado. Deixa vir a noite que passa, o dia que abraç...

Eu, eu mesmo e o eu lírico

Publicado em terça-feira, 7 de julho de 2020


Desenhando Mãos, litografia de Maurits Cornelis Escher. #PraCegoVer

Na complexa simplicidade do ser, o eu se revela plural e não singular. Na verdade, o que denominamos de eu, é um conjunto de “eus”; não sendo apenas uma personalidade, mas um amontoado de personas. Dentre essas, em particular: o autor, o poeta abriga em sua essência, uma quase entidade autônoma, o eu lírico, também chamado de eu poético, que pode “pensar e sentir” de forma absolutamente diversa de si.

A literatura, a arte em geral e particularmente, a poesia, não se subordinam aos pensares, sentires e quereres da pessoa física do autor. Comumente, o eu lírico se manifesta imprevisível e surpreendente, mesmo para a mão que escreve. Diante disso: o melancólico, pode escrever com esfuziante alegria; um deprimido, versar com entusiasmo otimista; alguém desiludido, nos deleitar revelando paisagens oníricas… O eu poético, transcende a qualquer rótulo: gênero, etnia, credo, estilo, nacionalidade, ideologia… Não se submete a regras, normas, vontades, modismos… Dono de inegociável livre arbítrio, não obedece nem diz amém ou bate continência; enfrenta, confronta, afronta, desafora. Diz o que quer, doa a quem doer.

Portanto, muitas vezes, não adianta me perguntar o porque disso ou daquilo, me cobrar uma interpretação. Meu eu lírico, quando questionado, apenas diz: “Isso é poesia! Não se explica, sente-se”. E pronto.

Antonio Pereira Apon.

Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:



4 comentários:

  1. Onde assino? É que eu penso precisamente que também existem em mim, esses... eus.
    .
    Tenha um dia feliz
    Saudação amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato somos muitos em cada um de nós e esse rapaz, o eu lírico, eita moço espaçoso! Rs rs rs...

      Um abraço. Tudo de bom.
      A ARTE DA VIDA. APON HP 💗 Textos para sentir e pensar.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

@INSTAGRAM